Texto de em 08 de novembro de 2017 . 1 comentário.

“Todos os dias na escola são como fotos velhas. Amareladas e escurecidas pelo tempo, como são as paredes dos corredores. Todas as minhas expectativas e esperanças a essa altura do ano já foram postas em terra. Eu vou reprovar… de novo! Nas férias eu me iludi achando que dessa vez seria diferente. Eu não sei, sinceramente, o que torna as coisas diferentes. Pai me disse que ia parar de beber, lá no fundo eu sempre acho  que ele está prometendo mais do que deveria, mas o otimismo vence no final. É, eu fui educado a acreditar no “final feliz”. Quando descobri o mal que isso tinha. Achei maldade no começo depois achei perspicácia. Tanta ilusão nesse mundo não é mesmo, por que não ficar com a crença de que tudo dará certo no final?

 

Enfim, no fundo eu sei que eu sou trouxa, me iludo com tudo. Esse ano eu prometi pra mim que iria estudar. Já de começo deu tudo errado, eu fui pra turma E, e lá tem um povo gente boa mas com a vida pior que a minha e ter que ir todo dia e de alguma forma dividir a vida com eles, se torna algo insuportável em duzentos dias letivos. Não sei o que aquelas pessoas estavam fazendo lá. Eu não sabia o que eu estava fazendo lá… eu só queria estudar. Uns otários já vieram me provocar, briguei com três, a rotina era de provocações e perda de paciência, em um ritual de brigas, sala do diretor de disciplina, suspensões e as aulas continuavam a não ter sequência e a não fazer sentido.

 

E eu to chorando porque eles falam que eu tenho que ficar aqui conversando com a senhora… porque minhas notas dizem que eu não sou bom o suficiente. Porque eu vivo me iludindo e tendo que conviver e sobreviver com essas paradas. E sabe o que eu mais detesto? É que vir aqui, no fundo eu sei que falar tudo pra você não ajuda a resolver nada! Só ajuda na ilusão de que no final as coisas vão melhorar, mas eu não chego no final nunca! O final é um futuro inalcançável, e olhe que perspicácia, só temos o instante e o presente. Então Doutora, a senhora é psicóloga não é? Dá conselhos? Eu to precisando de milagres. Vocês vendem Jesus, mas nunca entregam!”


Carol Rehbein

  • Junior Engel

    só to comprando e de preferência na black friday. rrssrsrs
    zueiras a parte um ótimo texto.