Fogo amigo

Date: Janeiro 13,  2014
Author: Protski
Comments: Nenhum comentário
Categories: Sem categoria

.

Read More
Dia de festa na firma

Date: dezembro 23,  2013
Author: marco
Comments: Nenhum comentário
Categories: Sem categoria

Segunda-feira morna em setembro de 2008. 8h48. Maria, ainda cheia de sono e sempre cheia de graça, chegou ao trabalho refletindo sobre diversos temas, transitando entre um e outro em velocidade desnecessária, desproporcional para a suposta necessidade do momento. Naquela altura nenhuma de suas aflições parecia valer a pena, o.

Read More
Renúncia

Date: dezembro 19,  2013
Author: rafael
Comments: Nenhum comentário
Categories: Sem categoria

por Rafael Pode parecer tarde demais, ainda que eu duvide que o presente possa estar atrasado em relação a alguma coisa. Renunciar ao que dedicamos a vida inteira pode parecer desperdício de todo o passado, mas estas linhas são as últimas que escorrem de mim. Gastei meus dias, um a um, buscando.

Read More
Cartas de Camila – Para Joel

Date: dezembro 16,  2013
Author: marco
Comments: Nenhum comentário
Categories: Sem categoria

 

Deisy Soares

As cartas caiam das mãos aflitas de Tia Clarice. Ela acabara de ler palavras fortes e lindas demais para o seu coração velho e entristecido compreender.

Desajeitadamente, ela se acomoda na cama e abre outra carta de sua falecida sobrinha. Escrito a mão, com letras desenhadas estava o nome de.

Read More
Respostas

Date: dezembro 12,  2013
Author: Convidados
Comments: Nenhum comentário
Categories: Sem categoria

por Henrique

Sobre aquela vez que discutimos no Facebook. Que argumentamos no bar qual sistema era mais correto. Que discordamos sobre que lado seguir na encruzilhada. Se o azul era mais bonito que o amarelo e se o comunismo era melhor que o capitalismo. Passados esses 3 meses, eu teria.

Read More
Pornografia

Date: dezembro 09,  2013
Author: marco
Comments: Nenhum comentário
Categories: Sem categoria

Vem ouvir o dia nascer e morrer e nascer de novo com o som filtrado pelo tecido da minha cortina e pelo vidro da minha janela. Vem olhar pro teto comigo enquanto a gente pensa no almoço, na louça, nas moças e nos manés. É isso. É. És. Pode mexer no meu cabelo. Pode bagunçar minha.

Read More
Versos para Sofia

Date: dezembro 02,  2013
Author: rafael
Comments: Nenhum comentário
Categories: Sem categoria

Rafael Após certo tempo usamos as lembranças da vida para espantar o medo da morte. Memórias de épocas em que o fim era apenas uma possibilidade e não uma iminência. Lembro de sorrisos, de lágrimas, de adeuses e de abraços. Poucas dores ainda doem. Lembro sorrindo de muitas pessoas. Eu sempre gosto muito das.

Read More
De puro éter assoprava o vento

Date: novembro 28,  2013
Author: marco
Comments: Nenhum comentário
Categories: Sem categoria

Todo assunto morre, e a morte faz parte da natureza dos assuntos, isso quando não é o próprio.

 

Cada qual terminando o sexto latão de cerveja. O Nego, cuidador de carros nas proximidades de um bar temático e idiota qualquer disse ao companheiro de conversa, ignorando, claro, o cansaço dele –.

Read More
Entre lençóis e mares

Date: novembro 25,  2013
Author: carolina
Comments: Nenhum comentário
Categories: Sem categoria

da Carol em versos inflama as pernas inversas num anagrama enlouquece o amante enloquecida declama líricos corpos flamejam sem medida sobre a cama cama essa que se converte no mar a ação é expressão da sinergia não se sabe qual é mulher qual é poesia do romantismo ao barroco traz bossa à simbologia é selvagem sem métrica é compassada elegia moderna, Bandeira, Adélia Cecília descomedida e Florbela Soneto, haicai, taquicardia ao fim, enfim num verso.

Read More
Porém

Date: novembro 21,  2013
Author: rafael
Comments: 1 comentário
Categories: Sem categoria

Rafael “A alguma coisa devemos nos dedicar nessa vida, para não ficarmos tão passivos, à deriva de um mar que, no fundo, não se importa conosco”. H. escreveu estas palavras em um guardanapo, dobrou e guardou no bolso-interno-esquerdo de sua jaqueta jeans. Sem saber se algum dia entregaria à moça que almoçava.

Read More