Quem faz o Obscenidade

 

André Petrini

André Petrini

É um publicitário que começou a escrever por acaso da necessidade. Hoje escreve por amor e para aliviar a dor. Prefere passar as férias no museu do que na praia, e não sabe jogar futebol.


 



Carolina Goetten

Jornalista, escritora e militante em miniatura de gente, enxerga na literatura da realidade o caminho mais sensível e expressivo para transformar esse mundo cão. Adora poesia, viajar, mudar os cabelos e trocar uma ideia bacana com pessoas bacanas.




Carol Rehbein

Arte educadora. Nos tempos livres se dedica a ilustrações. Vive em Curitiba.


 



Gabriel Protski

Nasceu em meio a bipolaridade da capital paranaense, lá pelo fim dos anos 80. Adquiriu várias paixões e manias em seu percurso, entre elas a literatura e o hábito de escrever na terceira pessoa. Essas talvez sejam as respostas do porque você está lendo isso aqui. E dessa forma. Talvez.




Jadson André

Jornalista da Tribuna do Paraná e escritor. Tem contos publicados em sites e jornais literários e na segunda edição do Livro dos Novos. Mora em Curitiba desde 2007.




Marco Antonio Santos


 

Murilo Lense

Murilo Lense

Redator publicitário, faz da escrita seu siso e seu riso. É do rock, do bar e da montanha. Fala mais pela caneta do que pela boca, e tem expressões faciais limitadas. É um livro fechado, até você ir lá e abrir.


 



Priscilla Scurupa

Jornalista, curitibana. Antes de escrever por ossos do ofício, escrevia para entender: a si mesma, o mundo. Tem o acaso como rei, o desassossego como deus e a vontade impossível de ler todos os livros do mundo.


 



Rafael Antunes

Escreve em busca dos infinitos universos e comete constantemente o erro de misturar páginas de livros ao dia a dia. Sem se importar, pois sabe que os cotidianos pouco seriam sem os livros e que os livros serão sempre repletos de cotidianos, onde quer que estejam.


 



Rômulo Candal

Rômulo Candal é curitibano em mais de uma acepção da palavra e, talvez por isso, acredita ter menos a dizer do que a escrever. É desses que prefere frio, ainda frequenta estádios de futebol e vive procurando algo novo pra ouvir.